Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2008

...

Seus olhos brilham ao meu ver, meus olhos dançam para os teus tornam explícito o que ja tentamos esconder. Nos escondemos, nos encontramos nos descobrimos, mas ainda somos longe... Convida-me para escrever, convite daqueles que meus olhos ja disseram sim e as palavras ja desenham o espaço em branco, colorem para te traduzir... Elas também sentem. Pede para que eu te cuide... eu cuido, sempre cuidei...mesmo aqui e você ai... zelei, preservei, como nunca o fiz para ninguém... Pergunto ao horizonte qual é o seu querer... seus olhos me mostram, suas mãos sempre quentes, levam a minha mão em direção ao seu peito e me dizem o caminho... Mergulho em mim, questionando-me tantos quereres e os porques dos não encontros... respondo-me:dê tempo ao tempo... eu dou, como o vento que muda o ciclo das estações... Faz frio lá fora, mas floreço como a primavera dentro de mim, a alegria de estar viva me traz antecipo a dança dos girassois... esperando, preparando-me para o amor que mesmo silencioso, sabe me amar..…

musicando o amor...

Cair em si
[Djavan]

Às vezes parece um tambor,
Mas não é tambor nem nada, é o coração
Que fica entre a paz e o terror
Quando vejo a sua cara
Entre as caras da multidão
Logo fico cansado
Como se tivesse estado a correr
Num segundo já me sinto
Sem uma gota de sangue
Mal consigo respirar, sobreviver
Só Deus sabe o saldo
Creditado ao amor que lhe dou
Se terei sono tranqüilo ou vida sobressaltada
Não sei nada, não sei nada.
Olhar pro sol, vencer o mar,
Admitir, brigar com o par.
Isso é nada!Não ter você, cair em si,
Morrer de amor não é o fim mas me acaba.

para você e mais ninguém

Um amigo, um amor, uma história... muitos aprendizados...

É engraçado ver, abrir os olhos e perceber como a vida te coloca, te (re)apresenta na minha vida... seus poemas, versos, contradições, saudades...Tudo que está ai, está aqui!

Compreendo que o espaço que você me ocupa, está aqui: intacto, cheio de questões a serem respondidas...mas, intacto...

Percebo o meu medo, vejo o que aprendi com os amores que vieram, com as histórias (outras) que escrevi... tantos aprendizados, medos superados... Como se eles me preparassem para você, para te receber...

Seus poemas me despertam, me fazem encarar o medo, a dúvida e a vontade de me encontrar com seus olhos, sua pele... você...

Como se o passado apontasse para o futuro e questionasse o presente... tão reticente...

Transito noas ares, são múltiplas as faces dos amares. Deixo que o tempo percorra os caminhos e mostre-me a verdade, simplifique a vontade e transforme a saudade que ja sinto... afinal o "tempo é rei".

Cuide-se, sempre!
Sempre m…

silenciamar

mergulho na sua poesia...
busco as palavras que me traduzam em poesia...
elas silenciam para amar e agradecer
o dia, a tarde, a familia (que de alguma forma é minha)

o amor silencia e se tranquiliza dentro de mim
tentam serenar a vontade de te ver...
é difícil, muito dificil não querer te ver,ao te ler...

saber e querer que o silencio ao seu lado
traduza-se em suaves beijos...o seu beijo...
beija-me a testa, meu corpo faz festa...

a mão macia e quente com suaves, sempre suaves, carinhos...
intensificam a eternidade do segundo...

eternizamos o tempo com o olhar
foi isso o que eu senti desde a primeira vez que nos vimos:
o tempo sendo eternizado em um segundo

suspendo-me no amor que você faz reverberar
na rima, na melodia, na harmonia

o seu amor produz música dentro de mim
me ilumina, me alegra, me tranquiliza...

ja o sinto aqui: dentro de mim
reconheço seu cheiro, sua pele...
preciso aprender a traduzir o seu pensamento

agradeço cada momento do seu silêncio...
ele não me confunde mais

as dúvidas inexistem...s…

presente não esquecido

Eu não te esqueço
[Jonathas André]

Não há como te esquecer, você já faz parte de mim
Parte de minha vida, da minha alegria, da minha paciência
Não há como te esquecer, você sempre se lembra de mim
Lembra da minha amizade, da minha saudade, da minha carência

Não há como esquecer, da sua beleza e do seu jeito de ser
Da sua sedução, da sua vontade de estar comigo sempre
Não há como esquecer, do seu carinho, do seu beijo doce
Da sua atenção, do seu olhar e do seu sorriso contente

Não tem como eu te esquecer, pois nunca é tarde demais
Pra viver com você, saber lhe ter e tentar te entender
Não tem como eu te esquecer, tu és meu bem e a minha paz
Que preciso pra viver, pra acordar, pra dormir, pra crescer

Eu não te esqueço, nem daquele cartão que sempre leio
Esqueço do tempo, do compromisso e me perco pra você
Esqueço do dia, das coisas lá fora, e te mando um e-mail
Não há como te esquecer, eu também me encontro em você!

caminhoração

"Tudo é um entre um milhão de caminhos (um caminho entre cantidades de caminos). Portanto, você deve sempre manter em mente que um caminho não é mais do que um caminho; se achar que não deve segui-lo, não deve permanecer nele, sob nenhuma circunstância."

errante, caminhante, amante...transito na selva, procurando-me, encontrando-me nas faces alheias...atravesso as pontes, o rio percorre meu rosto...gotejo...