Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2009

balanço

é assim é o fim de uma parte da jornada eu nova, diante da velha me despeço peço pela ordem uma nova ordem não me sou mais no que fui antes sem amargor sem amar-dor desarmo
observo relevo repenso despedaçamentos são os pedaços de pensamentos que jorram pulsam do amor e saem a procura do aprendizado
matéria corpo vivo corpo vivo, logo existo disciplina mente que mente inquieta silencio e gotejo
há muito que me curo incurável...porém transformável! a cada ação-forma transitos entre a luz e sombra que sou partes de mim morrem revisitos os milênios vividos eu jovem sigo
numa estrada de pedras luz pontes coloridas sete flechas sete setas brilhantes me guia numa nova ordem o que aprendo divido segredo guardo
canto os encantos aos que querem ouvir canto palavras aqui escritas para além de mim poetizadas a tela pintada traduz o coração
a rosa trago escondida no nome junto à minha árvore da vida florescendo e aprendendo errando, buscando os acertos sendo cobrada respiro
a cabeça pesa o corpo busca movimento respiro crio espaço por não ser mais a mesma a…
rio
mar
lago
gota
derramo...
doo ramos
somares de mim
verdades
mentira
aprendizados sem fim
fins de mim
começo
meios
inteiritudes
muito além do que estou
sou...
som
silêncio
iniciações
virações
vir-ver-novas-ações
anseios
balanceios
balaio de sentimentos
querências...
as ciências do querer
ser
tudo
manifestações
mãos que fazem festa
canto pro divino
saboreando
areando
ventando
gotejando
flores
sementes
da busca
e
achações
do meu ser

tocador

querer
o que quero?
o que quer?
não saber
tipo de querer
longe
por perto
me abraça
descruzados os braços
toca
não quer
queremos
não nos sabemos
confuso
inibidos
busca-me
procuro
te
curo-me
in-seguros
confiar...
nos caminhos
dedos que se cruzam
e nos levam
pele, cor, tom
calor
tempo-espaço
diminuem a distância
a fronteira de vento
 beijo escondido
sorriso
risos
com graça
 não saber
sem graça
confuso
medroso
semeio
confiança
tateio o caminho
sendo
levada
a tocar
te

t-e

penso no quanto eu quero...
no que quero
se quero
se...te
espero
busco um novo
tempo novo
ordem
ordenando-me
encontrar
en-contar
os dias, as horas
e ausência de pressa
efeito saudade
de ver
de te...