Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2009

re-tendo

retorno. do ponto que partiu nada restou daquilo que estou
silencio...o silêncio organiza o caos, restaura os cacos
me vejo em pedaços: eu e uma outra
desapego daquilo que fui na crença de que eu era, ser
corro o risco, preencho-me no vazio.
quem sou? quem estou?
silêncio... busco equílibrio
o quanto de mim balança na caminhada?
vejo, percebo... as cores me luscofuscam
aprender a respirar para morrer-viver aos poucos
balanço na dança discipulando o ser
aprendo a reter, sem temer o que é meu ser