Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2014
adentro
no meu templo
aprendo com o tempo

tempo-são

se for pra nascer temporão que tenha a raiz fincada no chão-coração.

ser tão

Imagem
quando as palavras silenciaram, fez-me vento
alento para o não pronunciado
olhos atentos ao amor anunciado

sem saber quando chegar
o caminhar aterriza no solo coração
que ainda sozinho, se faz em imensidão

o corpo terra fértil em combustão
palpita e venta nesse meu ser tão