Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2011

convocalunações

"A fase é de revisão e introspecção. Um mergulho em suas emoções mais profundas"
 em minhas profunda delicadezas
me conecto com a fase que é nova... desnova pra fora sentimentos e o caos antigo convocada a renovar, mergulho na tradução de um estado quais são as cores de minha consciência? cores são traços, tingimentos do corpo no espaço não me basto no caos, por isso ordeno lunando e convocando as emoções reflito sobre os caminhos

luscofussoar

há muito que não me debruço na janela o olhar que busca um horizonte  hoje olha para o alto Ela-Musa Mãe ilumina as profundezas quantas delicadezas guardo em mim? eu seguindo a viagem deixo o olhar transbordar o amor-luscofusca o meu caminhar eu, balançando tento encaixar-me à medida que Ela-Musa ilumina,  desencaixa as vértebras desalinhando-me observadora de um tempo que não esgota vejo o alto que não finda eu pequena diante de ser-eu gigante eu gigante abraçada na imensidão eu...derretimento de tempo eu...construtora do meu templo eu aprendendo a luscofussoar  as intermitências da vida

o amor me pegou?

eu sou daquelas que vê filme romãntico, lê histórias de amor e sonha com aquele que ainda não chegou.


não sei quem é,
não sei aonde está
não saio em sua busca
sonho acordada, escrevo
guardo em mim a melhor lembrança de amor
sereno em mim a expectativa de tê-lo



es-crê...Ver

e por isso escrevo na busca de saber-me mais movida pelo desejo de apenar ser tecendo sem mecânica  o impulso da criação osso-ofício, sem dor através da cor palavras-traços no espaço deste não tempo i-real a minha realidade de dentro
"Pelos meus textos sou mudado mais do que pelo meu existir" Manoel de Barros